VLI não pretende fazer demissões em meio à crise do Coronavírus

09 de Abril de 2020

Henrique Carsalade Martins | Brookfield Brasil | VLI não pretende fazer demissões em meio à crise do Coronavírus
Transformando a logística do Brasil

A operadora de ferrovias VLI, empresa da Brookfield, em meio à pandemia do Coronavírus, afirmou que não vai demitir nenhum de seus 7,5 mil funcionários durante a crise. A medida vai durar “até que a situação volte ao normal”, disse, em conversa com o Valor.

Para o presidente do grupo, Ernesto Pousada, a crise provocada pela pandemia global será aguda e pontual. A empresa de logística ainda anunciou uma série de doações para os estados de Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro, Maranhão e Tocantins, onde opera: 420 mil itens de saúde, como luvas e máscaras, 100 mil itens de alimentação para os caminhoneiros que passarem pelos terminais da companhia e 30 mil cestas básicas. O pacote de doações soma cerca de R$ 6 milhões.

Quanto às atividades da ferroviária, o executivo afirma que elas não serão afetadas. A companhia também destaca que segue em reuniões constantes com seus clientes, mas que até agora não houve queda da demanda. “Claro que sabemos que haverá uma crise, é inevitável. Mas, Por ora, não conseguimos identificar impactos”, destaca. Fonte: Site Valor Econômico